terça-feira, 23 de março de 2010

VENENO SUBLINGUAL

Para quem acompanha o BBB10...

 
"Acho que essa foi minha pior noite aqui no Big Brother", afirma Anamara. No corredor da Casa Luxo, Anamara revela a Dicesar:



"Tive pesadelos a noite inteira".


A baiana diz que sonhou que "coisas ruins" saíam de sua boca, “Eu to agoniada, uma dor bem aqui no estomago, teve uma hora que eu tive um sonho tão ruim, saia umas coisa da minha boca, eu engasgava, e eu sonheo que tava cuspindo e acordei cuspindo”. Muito ruim. Muito ruim. Muito, muito ruim..”


O maquiador prefere comentar o clipe que os brothers estão assistindo na TV.
“...Ainda na sala, Anamara comenta com Fernanda um pouco mais dos sonhos ruins que teve durante a noite. "No sonho, eu dizia:
"Mas Cadu, você sabe que só justificou seu voto dessa forma porque sua melhor amiga estava aqui dentro",
relembra a baiana.


"E ele ficava calado", completa,
 Fernanda sugere que as duas saiam da sala, e a dupla vai para o Quarto Tattoo.
"Eu quero evitar ao máximo falar as coisas perto do Dourado", explica a dentista.
A baiana continua desabafando e explicando seus pesadelos.
"Que golpe baixo”. “Muito feio”, repete a baiana, sobre a atitude de Cadu na brincadeira de ontem...”.


Quanto mais me dedico à comprensão dos mecanismos do inconsciente mais fico admirado com os mistérios que envolvem nossa existência na realidade e na dimensão dos sonhos.
Os trechos do sonho acima pinçado no Reality Show BBB10, retratam de forma admirável como o inconsciente nos alerta para os nossos erros, equivocos e cuidados que deveriamos ter com nosso comportamento.
A leitura imediata é simples e definitiva, a pessoa em questão, nos últimos dias se sentiu tão pressionada e ansiosa manifestou sua desconpensação no confinamento tentando através de palavras desqualificar os outros participantes  rivais e extrapolou na sua verborragia. A leitura é o que é:
no sonho de sua boca saem coisas, que a faz engasgar ou cuspir. Coisas desagradáveis ou nojentas ou incômodas:
 VENENO CUSPIDO.

O sonho tenta reequilibrar a função psiquica descompensada, sinalizando para o cuidado necessário com o que sai da boca e alertando o sonhador para disciplinar sua ação dentro da realidade.
Pedagógico!

Um comentário:

  1. Incrível como faz sentido! E ela mesma nem deve se dar conta disso...

    ResponderExcluir